“Pois é dando que se recebe…”

Acho belíssima essa oração de São Francisco de Assis, ainda mais em forma de canção assim, na voz de Fagner. Ela embala perfeitamente o tema que quero trazer aqui hoje, e já adianto que é um tema muito, muito especial, que deve ser encarado de forma especial, pois foi um pedido dos Mestres de Luz que nos instruíram que, sempre que possível, devemos levar para mais pessoas sobre esse assunto.

Em uma regressão semana passada, foi abordada a importância de se doar, de fazer algo para alguém, para algo, para o mundo, e não somente para si mesmo. Segundo nos ensinaram os Mestres, quando não nos doamos, nossa vida não vai para frente, fica estagnada, não flui, e sofremos sem saber o porquê. Que, muitas vezes, as pessoas mal fazem algo para si mesmas, o que dirá para o próximo. De forma tão amorosa e humilde, os Mestres que estavam conduzindo a regressão nos pediram que pudéssemos abordar com mais pessoas do quão essencial em nossas vidas é a nossa doação.

caridade3

Já escrevi um texto sobre isso – A importância de fazer o bem ao próximo – mas sempre é válido expandir mais essa temática, com outras abordagens, outras perspectivas.

Esses dias mesmo eu estava refletindo: só quem é feliz de verdade se doa; e vice-versa: quem procura se doar encontra a verdadeira felicidade, pois ajudar e fazer o bem alimenta alma e preenche o peito. Muitas vezes, estamos tão absortos em nossos próprios problemas, culpando Deus e todo mundo pelo nosso sofrimento, que mal conseguimos enxergar o que nos rodeia, não percebendo um mundo de possibilidades que Deus nos deu e nos dá diariamente. Ao desfocarmos um pouco a nossa atenção do nosso próprio umbigo, veremos que há de sobra para todos, que não é tirando um pouco do que é nosso que nos faltará (muito pelo contrário).

recadox-com-br-virtude-sem-caridade-nao-passa-de-332AQmfrqUKnk

Então, se neste momento você está passando por um sofrimento em sua vida, se nada do que você deseja está dando certo, se você não consegue se realizar em sua vida, se sua vida não está fluindo, e por aí vai, pare um pouquinho e pense: o que eu estou fazendo para melhorar a minha vida e de outras pessoas? Como estou fazendo a minha parte para conquistar o que desejo? De que maneira estou contribuindo para ter um mundo melhor? (Esse “mundo” não precisa ser propriamente o Planeta inteiro; no meio onde se vive já é um ótimo mundo).

caridade1

Quando falo em se doar, fazer o bem ao próximo, não é só material e financeiramente. Há quem pense que praticar a caridade é tirar do seu bolso para dar a alguém. Não é somente assim, embora doar dinheiro também seja uma forma de caridade, pois o universo é infinito e ele jamais deixará faltar em sua vida, principalmente se você pratica preceitos de prosperidade (indico o livro: Conexão com a Prosperidade, de Bruno J. Gimenes e Patrícia Cândido).

Doar-se pode vir de muitas maneiras, até mesmo cuidando da sua própria energia, isto é, cuidando dos seus pensamentos e emoções, desenvolvendo a sua espiritualidade (sobre esse assunto, mais um texto aqui), para que você possa iluminar um ambiente com a sua presença, ajudando uma ou mais pessoas apenas por estar ali, sem precisar fazer ou falar nada.

caridade

Em tempos de tecnologias, doar-se pode até vir através dos seus compartilhamentos da rede social Facebook, por exemplo. Ao querer compartilhar algo, prefira conteúdos positivos, que carreguem um significado, algo bonito, uma mensagem, etc, e não somente lamúrias, negativismos e críticas. Nós somos o que pensamos e, nos dias de hoje, o que compartilhamos também.

Uma outra forma de doar-se, para aquelas pessoas que alegam que não possuem tempo ou dinheiro para praticar a caridade, pode ser por meio de uma oração sincera. Ao se preparar para dormir, faça uma oração verdadeira, aquela que vem do fundo do coração, e não se foque só em pedir e se lamentar com Deus ou outra crença que você tenha. Inicie agradecendo pelas suas bênçãos e, após, espalhe essa energia para mais pessoas, ou até mesmo para o Planeta. Envie pensamentos do bem para que mais pessoas possam encontrar a sua paz, não somente você próprio e as pessoas da sua família.

A doação é uma maneira linda de exercermos o amor e a paz que tanto buscamos. Pois, conforme São Francisco de Assis, é dando que se recebe. Ao nos doarmos, doarmos nosso tempo, nossas potencialidades, nossos dons, nossas “posses”, estaremos criando uma energia fluida que abre um caminho em nossas vidas onde colheremos ainda mais do que temos, instaurando a prosperidade ao nosso redor.

14915458_7Bwjc

Não sabe o que doar? Iniciar com um belo sorriso, por exemplo, já ajuda muito. Melhorar o semblante, não ficar de “cara amarrada”, dando um bom dia ou um olá de forma espontânea poderá ajudar muito mais do que julgamos. Aliás, este é outro ponto bem importante: quando falamos em doação, deve ser uma doação sincera, ou seja, aquela que não espera algo em troca, pelo menos uma troca “visível”, mensurável. Ao doarmos um pouco do que temos, com certeza teremos amparo e retorno do Plano, do Universo, pois tudo é uma questão de energia. E, conforme já muito comentado, a energia que emitimos é a mesma que recebemos.

caridade2

Reserve momentos do seu dia para pensar: de que forma posso ajudar alguém hoje? Com certeza a resposta e a oportunidade surgirão naturalmente, pois a intenção já foi criada e a energia preparada. Desejando ter essa conduta, sua própria vibração energética mudará, e a doação na sua vida será natural, chegando a ser imperceptível… mas com certeza estará lá! 😉

Para finalizar, nada melhor do que as palavras de um Mestre propriamente. Portanto, convido para que possamos ler com atenção, fazendo nossa própria interpretação do que cada trecho quer dizer:

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Qual é o seu foco de vida?

Há uma frase de Sêneca que diz: “Não existe vento favorável para o marinheiro que não sabe aonde ir”. Utilizo muito essa frase com pessoas que vêm até mim me pedir ajuda, pedir um conselho, ou apenas para desabafar. Muitos de seus anseios ou de suas angústias estão diretamente ligados ao fato de não saberem aonde realmente querem chegar em suas vidas.

Desde que começa a nossa educação, seja em casa ou na escola, vamos aprendendo que devemos escolher uma profissão que nem fulano, devemos ter um estilo de vida que nem cicrano, devemos ter os bens materiais como o beltrano e assim por diante. Vamos crescendo mirando ser alguém, um modelo, um exemplo. Ou seja, externamente, nossa vida vai sendo moldada pouco a pouco, seja pelos nossos pais, seja pela sociedade, seja até por nós mesmos, de acordo com um “ideal” previamente programado.

FB_IMG_1439855880229

Mas o que pouco ou raramente acontece é essa educação e essa programação vir puramente e essencialmente de dentro. Quem realmente desejamos ser? Aonde realmente queremos chegar? Com o quê nosso coração vibra ao pensarmos em objetivos e metas? E, então, tudo parece utópico demais e vamos deixando passar, vamos seguindo a “maré”, e nosso futuro se torna o padrão estipulado pelo o que é socialmente aceito e almejado.

E nesse percurso surgem as frustrações, as tristezas, os vazios no peito e não sabemos exatamente de onde vêm tudo isso, onde começou, quem começou e por quê. Muitas de nossos desejos e sonhos vão sendo mascarados, muitas vezes por nós mesmos, por simplesmente não termos a coragem de assumir o que realmente queremos, com receio de julgamentos de terceiros ao nosso redor. Com isso, nossos objetivos, quem queremos ser e aonde queremos chegar, perdem-se no meio do caminho, vão ficando embaçados, sem formas definidas.

FB_IMG_1437764070946

E aí a vida parece perder o sentido, tudo fica estagnado, nada dá certo, qualquer coisa que escolhemos não nos dá prazer. Tudo fica sem sentido e, aos poucos, os dias ficam cinzas, robóticos e caóticos. De repente, percebemos que nos perdemos em meio à nossa própria vida, perdemo-nos em nós mesmos. E, então, sem nos darmos conta de onde tudo começou e por que, vamos pensando que o cara lá de cima resolveu sacanear conosco e tudo se torna muito injusto aos nossos olhos.

Porém, nesses momentos, culpar os outros ou a Deus é a atitude mais errada que optamos por assumir. Como diz a frase lá do início, para quem não sabe aonde quer chegar, como os ventos podem ser favoráveis? Será que a culpa realmente é de outra pessoa, ou de Deus, se sempre fomos definindo a nossa vida de acordo com o que os outros aceitariam, sem nem ao menos sermos verdadeiros com o próprio coração, com a nossa própria essência?

12004837_1215332305158924_5897627286689396507_n

O que é importante entender é que não há problema em sermos quem realmente gostaríamos de ser. Não há problema, também, em mudarmos de ideia se, caso chegarmos à metade do caminho, percebermos que não era bem este lugar aonde gostaríamos de ter alcançado. A vida é feita de ciclos, de evolução, o tempo muda, as pessoas mudam, por que então as nossas ideias, os nossos sonhos, não podem mudar?

11953072_986225661441586_3311682810903089583_n

“Fiz faculdade de Engenharia, mas agora meu sonho é vender hambúrguer gourmet em um foodtruck”. E por que não? Quem disse que, ao escolhermos um destino, devemos nos manter a ele até o fim de nossos dias? Aonde isso está escrito? Acredito que nossas escolhas vão formando a pessoa que somos e não existe caminho errado, além de que nada é em vão. A pessoa que fez Engenharia pode, ao planejar e pensar no seu novo local de trabalho, utilizar seus conhecimentos da faculdade para montar um bonito e funcional espaço para a venda dos alimentos, por exemplo.

Acredito que a vida é muito curta para não fazermos aquilo que faz o nosso coração vibrar, nossa alma sorrir e nossos dias ficarem mais leves e coloridos. Na esmagadora maioria das vezes, o mais importante é o caminho percorrido e não o destino final. É neste caminhar que vamos ganhando experiências, mudanças de visões, adequações de ações e pensamentos. É neste caminhar que vamos ganhando e perdendo parceiros de jornada, que nos deixam marcas essenciais para se tornarem inesquecíveis e contribuírem para a pessoa que somos. É neste caminhar que vamos conhecendo verdadeiramente os caminhos para, então, escolhermos qual o mais adequado para nós.

FB_IMG_1438220792302

Porém, por mais que possamos nos identificar com tudo isso que foi abordado acima, muitas vezes, estamos tão mergulhados nessas programações padronizadas que não sabemos como encontrar, em nossa essência, nossos verdadeiros sonhos e desejos. Como encontrar aquilo que realmente quero ser e fazer da minha vida? Como me encontrar? Todas as respostas de perguntas que podem surgir estão em um único lugar: dentro da gente. E, para isso, é preciso autoconhecimento.

Autoconhecimento exige que mergulhemos em nós mesmos para descobrirmos tudo o que há lá dentro, o que está escondido e o que está mal cuidado. É aprendermos a nos conectar conosco de modo a conhecer todas as nossas sensações, nossas reações, no que pensamos e por que pensamos. Tudo isso sem medo de julgamentos, sejam dos outros, sejam de nós mesmos (muitas vezes, somos nossos maiores julgadores). Só então, quando estivermos mais familiarizados com a nossa essência, é que conseguiremos escutar o nosso coração e saber identificar o que realmente queremos, aonde queremos chegar.

11960140_972810219428231_8417711911682545392_n

Para isso, há diversas opções que podem auxiliar a quem busca seus objetivos, seu sentido de vida acima de tudo. Pode-se optar por fazer uma terapia, seja no tipo de profissional que se sentir bem; pode-se praticar a meditação, seja só ou em grupo; pode-se buscar grupos de estudos ou palestras que contribuam com conhecimentos importantes para mostrar e ensinar o caminho; pode-se colocar tudo, ideias que forem surgindo, em um papel e delinear um planejamento da sua vida; etc.

Afinal, para quem sabe aonde quer chegar, todos os ventos são favoráveis. Por isso, caso você não saiba ainda qual o seu verdadeiro objetivo, mas quer muito chegar lá, o caminho já começa a ser definido e chegar ao destino é só uma questão de tempo!

*Texto originalmente escrito para o site Viva mais verde

O que eu aprendi com os Mestres de Luz

Muitas pessoas dizem “acho que meu Mentor não fala comigo”, ou até mesmo “eu gostaria de escutar mais o meu Mentor” e assim por diante. Com o nosso Ego comandando a nossa vida, com a nossa mente sempre a mil, cheia de preocupações e ansiedades, é muito difícil realmente que a gente consiga parar para escutar aquilo que pertence aos níveis mais sutis à consciência humana.

Por causa do nosso Ego, achamos que eles é quem tem que falar conosco e nos colocamos, como sempre, na posição de vítimas quando isso não acontece… pelo menos em um grau que a gente tenha a sensibilidade de compreender.

A questão é que os Mentores estão sempre mostrando sinais de suas presenças em nossa vida. Porém, na grande maioria das vezes, achamos que foi pura sorte ou obra do acaso. Mas não, são os nossos amigos espirituais ocasionando situações em nossa vida que nos beneficiam ou nos levam a aprendizados.

Terra_02

Para escutarmos o que os Seres de Luz dizem, precisamos aprender a silenciar a mente, a olhar mais pra dentro de si, a acalmar os sentidos. A meditação é uma ótima maneira de chegar a esse estado de preparação para estar mais aberto ao sutil que nos rodeia. Também, podemos nos preparar corretamente para dormir, realizando uma oração ao deitar, pedindo uma intuição, um sinal, para determinadas questões que queiramos saber. Os Seres se comunicam muito através dos sonhos, porém precisamos saber interpretá-los.

Eles estão sempre abertos e dispostos a nos ajudar, mas respeitam o nosso livre arbítrio. Portanto, temos que nos colocar em uma posição de humildade, de introspecção, e pedir que os sinais venham, que as intuições aconteçam, que as respostas surjam. E quando pedimos, podemos ter a completa certeza de que seremos atendidos. Eles estão só esperando que a gente peça… mas, importante, que a gente saiba fazer esse pedido.

Uma das maneiras de receber mensagens dos nossos Mentores é através da regressão terapêutica, que é técnica integrante de um tratamento com Psicoterapia Reencarnacionista (saiba mais aqui), e é baseado nisso que venho falar nesse post de hoje. Como sou formada em PR, já presenciei muitas regressões, e até participando como regredida, e tive a bênção de receber muitas mensagens e lindos ensinamentos desses nossos queridos Amigos de Luz. E tenho certeza que o que eles mais querem é que essas mensagens sejam passadas adiante, para que mais pessoas sejam beneficiadas e possam tirar um aprendizado para si também.

Em 100% dos casos, são mensagens muito singelas, muito simples, mas de uma sabedoria imensa, que deixamos se perder em meio à caótica vida que acabamos por viver. Abaixo, então, trago os ensinamentos mais significativos que já presenciei nessas regressões:

Amor próprio

Na quase totalidade das mensagens, os Mestres de Luz procuram passar ensinamentos sobre o amor próprio. A importância da gente saber se amar, se amar como a gente é, entendendo que não somos melhores nem piores que ninguém, mas que somos únicos, únicos naquilo que devemos e viemos ser. Que somos amparados e que nunca estamos sozinhos, e que precisamos nos amar, pois somente através do amor, do amor próprio, muitos males e dificuldades da nossa vida serão sanados. Portanto, o amor próprio é como um guarda-chuva, abaixo dele há diversos outros desequilíbrios que seriam evitados com a presença real dele.

MESTRES ASCENSOS

As mensagens sobre o amor, também, quase sempre vêm diretamente conectadas com as mensagens sobre perdão. É aquela máxima “quem ama perdoa”, mas esse “ama” está relacionado, sim, com o amor próprio. Quando nos amamos, nos bastamos e sabemos que as coisas acontecem por uma razão. Quando nos amamos, sabemos que não somos vítimas e que se alguém faz ou diz algo para nós, é porque precisamos aprender com aquilo e não alimentar mágoas nem rancores.

Ao receber mensagens de amor próprio, a energia muda, a atmosfera do ambiente fica leve, e uma vibração gostosa no centro do peito, no Chakra Cardíaco, surge, e não há palavras suficientes para descrever a bênção que se sente nesse momento.

Paciência

Outra grande protagonista nas mensagens dos Seres é sobre a paciência. A ansiedade é o mal da humanidade e a grande verdade é que não sabemos esperar, queremos tudo pra ontem e nos colocamos em tal situação de estresse por isso que muitas doenças são criadas, por nós mesmos.

Jamais vou esquecer duas mensagens que presenciei durante uma regressão, que foram de um aprendizado inestimável: “se nem uma flor floresce da noite para o dia, por que vocês querem que as coisas aconteçam pra ontem?” e “pra que a pressa de viver se quando chega no final vocês choram porque acabou?”. Impossível negar a grande verdade nessas palavras.

Realmente, não sabemos esperar. Não entendemos que tudo tem seu tempo, que os processos da vida acontecem conforme um plano maior de tempo e que precisamos passar por cada etapa. Eles sempre dizem que podemos nos basear nas leis da natureza, isto é, nos ciclos, nas estações, nos processos naturais que passam árvores, plantas, animais, etc.

Não somos donos da natureza, somos parte dela, portanto, daí podemos tirar uma grande conclusão. Tudo tem seu tempo e as coisas acontecerão em nossa vida quando estivermos preparados, principalmente se batalhamos e fizemos a nossa parte para que elas realmente se realizem.

Não se exija demais

Muito do estresse que geramos em nossa vida é por nos exigirmos demais. Nós exigimos perfeição, não relevamos os nossos erros, fazendo com que a gente se puna muito quando erramos. Não compreendemos e, portanto, não respeitamos a nossa condição de humanos e que os erros fazem parte da jornada.

Os Seres de Luz procuram, nesse momento, ensinar que a gente entenda que estamos aqui para aprender e que não, não somos perfeitos, caso contrário não estaríamos aqui. Mas somos perfeitos naquilo que temos que ser e que o que vale é o que faremos daqui para frente para mudarmos aquilo que não vai bem, não o que passou. Sobre isso, outra mensagem inesquecível foi: “quem quer provar algo para alguém é o Ego, o Espírito sabe que o que vale é apenas tentar”. Tentar ser uma pessoa melhor a cada dia… tentar levantar a cada tropeço ou queda.

61968_1453376690221_1107403480_31119950_3900707_n

Quando nos exigimos demais, demonstramos nossa falta de amor próprio, e passamos a cobrar, também, dos outros, aquilo que falta em nós. Então nos tornamos exigentes, inflexíveis e intransigentes com as pessoas, pois projetamos nos outros aquilo que não é bem resolvido em nós. Ao aprendermos a relevar, a deixar as cobranças mais leves, a amenizar as expectativas, vamos conseguir nos harmonizar melhor conosco e com as pessoas que nos rodeiam.

Relacionamentos

Essa mensagem foi uma das mais recentes que presenciei e confesso que fiquei encantada com essa abordagem dada sobre os relacionamentos em nossas vidas. Mas os relacionamentos de que falo aqui são os relacionamentos amorosos mesmo, entre duas pessoas que optam por viver a vida juntas, construir família, patrimônio, etc, sejam elas um homem e uma mulher, sejam duas mulheres, sejam dois homens. Não importa, o que importa é o amor que une essas duas pessoas.

A mensagem era sobre a bênção que é duas almas estarem na Terra para evoluírem juntas. Que os relacionamentos são, sim, divinos e que os problemas e dificuldades surgem por causa do Ego.

Quando paramos para pensar em relacionamentos, em quantos divórcios e casamentos infelizes há, compreendemos que a maneira de encarar a vida a dois é distorcida. Em um relacionamento, mais do que nunca, projetamos no outro as nossas faltas, não entendendo que o outro tem exatamente aquilo que precisamos aprender para evoluir, e acabamos por sucumbir às dificuldades. Mais do que qualquer coisa, fraquejamos frente aos relacionamentos e não nos esforçamos para mudar, nos mudar, aproveitando a oportunidade para sermos melhores e viver em harmonia com um companheiro de jornada. Tudo é uma questão de perspectiva.

wwb_img109

Para finalizar, desejo que a gente saiba estar mais aberto ao que esses Seres tão amorosos estão sempre prontos a nos ensinar. Que a gente aprenda a sentir mais o amor que eles têm por nós e, acima de tudo, direcionar esse amor a nós mesmos.

E você, já recebeu um lindo ensinamento dos seus Mentores ou Amigos Espirituais? Compartilhe com a gente nas mensagens 😉